19 de outubro de 2017

DAI A DEUS O QUE É DE DEUS

Estimados irmãos e irmãs. Amigos e amigas! Gratidão por estar mais uma vez partilhando da Palavra de Deus chegando assim aos corações de todos os que nos acompanham. Muitas e muitas vezes Jesus é provocado a cair em armadilhas feitas pelos fariseus e mestres da lei. Mas Ele é sábio e sabe dar as respostas adequadas a cada situação.

A Igreja de Jesus Cristo, por falar a verdade, defender e promover a vida continua sendo perseguida assim como foi o seu Mestre. Muitos querem derrubar a Igreja, mas não conseguirão, porque ela não existe por vontade humana, mas por vontade de Deus.

Inúmeras vezes a Igreja é acusada de retrógada, ultrapassada etc. Muitas calúnias são feitas por pessoas que sequer conhecem a nossa fé e a história. Quantas coisas são ditas a partir de falácias. Porque alguém disse, ou falou, e um próximo transmitiu. Mas nada disso destruirá a Igreja fundada por Jesus Cristo.

Já pensou se a Igreja fizesse o que todos dizem e querem? Isso não existe. Até na família tem regras a serem cumpridas. E quando não se sabe o que se quer, não se sabe onde chegar. Quando não há limites e leis, a desordem toma conta. E a desordem é sinônimo do inimigo, porque ela destrói.

Enfim, amados irmãos e irmãs. Trouxe estas coisas que já estamos cheios de saber não para desanimar a gente, mas pela contrário. Quero que nós que acreditamos na única Igreja com sucessão apostólica desde o tempo de Jesus, ou seja, a Igreja Católica Apostólica Romana, fiquemos felizes por pertencermos a ela e ajudemos a santifica-la.

Interessante é a visão de muitos santos e santas ao longo da história. As vezes nos preocupamos com os ataques que sofremos. Porém, estes homens e mulheres nos lembram que enquanto a Igreja é criticada, é sinal de que ela está sendo uma luz no mundo; é sinal que ela está incomodando, provocando. Quando ela não sofrer mais críticas pode ser que não estará mais cumprindo com seu papel. Poderá não estar mais sendo fiel a missão que Jesus lhe confiou.

Já viu alguém jogando pedras e pedaços de pau em uma árvore para derrubar folhas? Muito difícil. Mas a árvore que produz frutos sofre muito pois jogam objetos para derruba-los. Assim acontece com você quando vive retamente a sua fé; assim acontece com a comunidade que evangeliza; assim acontece com a Igreja de Jesus Cristo.

Nenhuma crítica externa poderá nos derrubar e destruir. Apenas aquilo que vem de dentro é que destrói. Então, cuidemos daqueles que estão dentro. Aqueles que são membros desta amada Igreja para que todos nós sejamos santos.

Jesus, no Evangelho (Mt 22,15-21) deste 29º Domingo do Tempo Comum, conclui dizendo: “Dai pois a César o que é César, e a Deus o que é de Deus”! Precisamos saber distinguir as coisas. Aquilo que tem características meramente humana ou é fruto de pretensões ambiciosas não pode ser colocado como elemento divino ou como sendo vontade de Deus.

Não nos angustiemos diante dos desafios que aparecem. Deus nos prepara para o combate, assim como ouvimos na primeira Leitura do Profeta Isaías (45,1.4-6). O Senhor coloca à frente da sua Igreja aqueles que Ele prepara para que a defendam e deem testemunho. Ele conta conosco para que ela seja mais santa.

Busquemos alimentar em nós tudo o que é de Deus e o que nos fortalece em nossa fé. A batalha é grande e os desafios também. Mas nunca seremos tentados acima das nossas forças. O Senhor combate conosco. Ele é o Deus da nossa salvação.

Abençoado Domingo e abençoada semana!

Pe. Hermes José Novakoski
Pobre Servo da Divina Providência